Conecte-se conosco

Agenda

Goiânia terá o primeiro festival dedicado exclusivamente ao hambúrguer. Confira as datas

Publicado

em

De 23 de agosto a 15 de setembro, Goiânia vai sediar o Festival Burger Time!, o primeiro da capital a se dedicar exclusivamente ao hambúrguer. Um dos maiores ícones da cultura ocidental, a deliciosa iguaria de origem alemã, mas popularizada pelos norte-americanos, será a estrela do cardápio de 40 estabelecimentos goianienses, entre pitdogs, bares, hamburguerias e restaurantes.

Esses estabelecimentos deverão, obrigatoriamente, criar uma receita inédita de hambúrguer, que será avaliada por um júri técnico composto por chefs, críticos gastronômicos e fãs da iguaria que, ao final, vão eleger o melhor hambúrguer da cidade. Outro júri, este júri popular, também poderá votar no seu hambúrguer preferido, mas via hotsite.

Os jurados vão avaliar não apenas o hambúrguer, mas também quesitos como sabor, molho, apresentação, acompanhamento, atendimento e tempo de espera entre o pedido e a chegada do prato à mesa. O Festival Hamburger Time! Foi idealizado pelas produtoras de eventos Marcela Cunha e Cynnara Bretas, pela chef Patricia Garcia e pelo empresário e gastrônomo Mateus Suassuna. O lançamento do Festival será no próximo dia 19 de agosto, para a imprensa e influenciadores digitais.

“O objetivo do Burger Time! É fomentar e apoiar os estabelecimentos que vendem hambúrguer por meio da divulgação e da promoção desses locais”, explica Marcela Cunha. Para ela, o evento se justifica especialmente quando se analisam os números referentes ao crescimento desses estabelecimentos no Brasil.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2017 as franquias relativas a hamburguerias movimentaram R$ 700 milhões no Brasil, e só em São Paulo o crescimento desse mercado foi de 575% em uma década, aponta o Instituto Gastronomia. Ainda em relação ao mercado de hambúrgueres, dados da Euromonitor/Passport Consumer Foodservice dão conta de que no Brasil, a evolução do mercado de burger saltou de R$ 6 bilhões em 2011 para R$ 11 bilhões em 2016, e que o gasto per capita em hambúrgueres no País saltou de R$ 29 em 2011 para R$ 53 em 2016.

Hoje, as hamburguerias deixaram de ser vistas como lanchonetes de fast food que vendem sanduíches supérfluos. Atualmente, esses estabelecimentos oferecem verdadeiras refeições, comida de verdade que tem por trás de si, inclusive, profissionais como nutricionistas, que se ocupam de garantir o valor nutricional e a saudabilidade dos pratos. Isso prova que o hambúrguer é uma paixão mundial, que pode ser consumido no café da manhã nos lanches, durante as refeições e até de madrugada, naquele momento pós-balada.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

Wanessa cruz e Sandro Torres, à frente da Arte Plena Produções, são os realizadores do Clube da Gravura

Publicado

em

Por

Gravuras
Wanessa cruz e Sandro Torres, à frente da Arte Plena Produções, são os realizadores do Clube da Gravura, que teve lançamento na terça-feira, dia 10, no Centro Cultural Cora Coralina, com a exposição de 12 gravuras de 12 artistas do Ateliê Livre de Gravura. A mostra segue até o dia 13 de outubro.

Continue Lendo

Agenda

Confirmada para outubro Etapa Goiânia do Monsters Energy – Professional Bull Riders

Publicado

em

Por

Goiânia volta a receber este ano uma etapa da Monsters Energy – Professional Bull Riders, a maior competição de montaria em touros do Brasil. O evento será nos dias 18 e 19 de outubro (sexta-feira e sábado), no Goiânia Arena, e a venda online de ingressos poderá ser feita pelo site www.tudus.com.br a partir da próxima segunda-feira, dia 16 de setembro. Mais uma vez vão se reunir na capital goiana grandes nomes do esporte mais radical da Terra, sempre rodeados de números superlativos. Na edição do ano passado, por exemplo, a competição teve 35 competidores e 80 touros atletas em uma arena e em um grande palco que demandaram nada menos do que 450 m³ de terra com argila, além de 24 m³ de areia branca. Em 2018, a Etapa também exigiu 22 talhas de uma tonelada em iluminação; 9,6 toneladas de silo de milho para alimentação dos touros; quatro climatizadores específicos para os animais, quase 90 caixas de som e uma equipe composta por aproximadamente 50 profissionais.

Continue Lendo