Conecte-se conosco

Agenda

Átrio Summit começa hoje com diversas palestras

Publicado

em

Acontece nos dias 13 a 15 de junho o Átrio Summit, uma conferência voltada a fazer descobrir em seus alunos suas habilidades individuais em quesitos como inovação, empreendedorismo, criatividade, compartilhamento e outras capacidades imprescindíveis no futuro que possam estar dormitando em cada um apenas à espera de serem despertadas.

O Colégio Átrio promove, dos próximos dias 13 a 15 de junho (quinta-feira a sábado), em sua sede no Setor Bueno, o Átrio Summit.  A abertura do summit será às 19h30 do dia 13 de junho, com a palestra de abertura exclusiva para os pais de alunos “Inovação e Cultura Organizacional em Uma Escola de Alto Desempenho”, a ser conduzida por André Guadalupe. O Colégio Átrio espera a participação de 400 pessoas.

 Na sexta-feira, 14, uma série de palestras dá continuidade à programação, das 10h às 19h30, com temas variados e a participação de mais de uma dezena de profissionais que abordarão, em workshops, palestras, oficinas e talk shows assuntos como empreendedorismo, finanças, gastronomia, técnicas de persuasão, artes, mercado de trabalho, despertar da criatividade e autoconhecimento, entre outros. Após a última palestra, com João Sobreira, “O Segredo para Empreender Antes dos 20”, os palestrantes poderão aproveitar momentos de descontração e lazer no estacionamento interno do colégio, onde estará funcionando a área de alimentação com variadas opções de comida e bebida em food trucks.

 No sábado, dia 15 de junho, o summit vai das 9h às 12h30, com temática semelhante, focada em negócios, finanças e empreendedorismo. Neste dia, palestras, workshops e talk shows, além de fucked up stories – histórias inacreditáveis – fazem parte das atividades, que se encerram com a palestra “Celular Shallow Now”, com Tiago Boca.

Serviço

Átrio Summit – para alunos do colégio

Dias: 13 a 15 de junho

Local: Colégio Átrio – R. T-53, 1336 – St. Bueno, Goiânia

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

De amanhã até o dia 28, crianças podem ser escoteiras por um dia no Bougainville

Publicado

em

Por

A sensação de vivenciar os aprendizados e a aventura dos escoteiros estará ao alcance das crianças nestas férias no Shopping Bougainville. A partir de amanhã, 10 de julho, e até o dia 28, das 14h às 19h, crianças de 5 a 13 anos poderão aprender, por meio de circuitos que duram 1h20, várias habilidades dos escoteiros em um clima agradável e lúdico, pois um verdadeiro acampamento de escoteiros será armado no Piso 3 do centro de compras. Haverá oficinas e brincadeiras que estimulam o trabalho em equipe, a lealdade, a ajuda ao próximo, a prática de boas ações, o respeito aos animais e a preservação da natureza, que são os lemas do escotismo.

A aventura escoteira será vivenciada em quatro ambientes e em cada um deles haverá oficinas de valores e de vivência. No primeiro deles, a base “acampamento”, as crianças participarão de uma oficina de nós e outra de música. Na segunda, na base “aventura”, elas farão parte de uma oficina de sobrevivência e outra de primeiros socorros. Na terceira, na base “família” as oficinas serão de família e de preservação do Araguaia. Na última delas, na base “jardinagem”, a oficina será de plantação de mudas. Cada circuito ou base tem a duração de 20 minutos. Para participar, cada criança deverá contribuir com R$ 30. O link para a inscrição é o http://bit.ly/feriasbougainville.

O que é escotismo?

O escotismo é um movimento educacional que, por meio de atividades variadas e atraentes, incentiva os jovens a assumir seu próprio desenvolvimento e a se envolver com a comunidade, formando verdadeiros líderes. Acredita que, por meio da proatividade e da preocupação com o próximo e com o meio ambiente, é possível formar jovens empenhados em construir um mundo melhor, mais justo e mais fraterno.

A Organização Mundial do Movimento Escoteiro (Wosm), no Brasil representada pelos Escoteiros do Brasil, é o maior movimento de jovens do mundo, reunindo mais de 30 milhões de membros ao redor do planeta.

Destes, cerca de 80 mil são brasileiros, divididos em mais de 1.100 grupos espalhados em todos os Estados do País. A região do Estado de Goiás, composta por três distritos, está afiliada a organização em nível nacional, e é o órgão que abrange e auxilia todos os grupos escoteiros goianos.

Continue Lendo

Agenda

Araguaia: por que certas pessoas são mais picadas por mosquitos que outras?

Não é impressão. Os mosquitos realmente têm algumas preferências. Infelizmente, a explicação para esse fato está em algo que não podemos controlar.

Publicado

em

Por

A temporada do Araguaia 2019 já chegou. Hotéis, pousadas e acampamentos já começam a receber os primeiros hóspedes. Especialistas explicam porque certas pessoas tem predisposição à picada de mosquitos. Isto porque algumas pessoas podem passar a noite no rio e saírem ilesas dos mosquitos; outras se enchem de repelente e mesmo assim não conseguem se livrar das picadas. Não é só impressão: os pernilongos e outras espécies de mosquitos como a Aedes Aegypit de fato têm preferência por alguns humanos. Mas por que isso acontece?

Para responder a pergunta, primeiro precisamos saber como os mosquitos detectam suas vítimas. Assim como o cheiro de sangue atrai animais carnívoros e o cheiro de bolo saído do forno atrai as crianças, o dióxido de carbono exalado pelos humanos atrai os mosquitos.

Nós respiramos moléculas de oxigênio e expiramos gás carbônico. Antes que esse gás se misture com os outros compostos presentes no ar, ele fica concentrado ao nosso redor. Os mosquitos são sensíveis à picos desse gás em um raio de 50 metros em seu entorno. Guiados pelo “sexto sentido”, eles se aproximam do local onde a concentração do dióxido de carbono é mais forte — ou seja, onde há sangue fresco para o rango.

Quando os insetos chegam a 3 metros de distância de um grupo de pessoas, chega a hora de escolher que será atacado. Vários fatores são levados em consideração: temperatura da pele, transpiração e até cor. A variável mais importante, porém, não tem a ver com a pessoa em si, mas sim com os micróbios presentes na superfície de sua pele.

Os mosquitos escolhem com base nos compostos químicos produzidos pelas colônias de microorganismos que habitam a superfície do nosso corpo. As criaturinhas microscópicas convertem secreções das glândulas sudoríparas em até 300 compostos diferentes. Em entrevista ao Live Science, o especialista em insetos Joop van Loon conta que os mosquitos detectam esses compostos pelo cheiro.

Um estudo publicado em 2011 mostrou que homens com uma maior diversidade de micróbios na pele tinham tendência a receber menos picadas do mosquito da malária do que homens com uma menor variedade. O estudo também indicou que os mosquitos podem ter preferência por algumas bactérias específicas.

Segundo Jeff Riffeli, pesquisador em atração de mosquitos, pequenas variações nessa composição de químicos pode ser a diferença entre ser a vítima ou não. As colônias de micróbios também variam ao longo do tempo em um mesmo indivíduo, como, por exemplo, quando ele está doente.

Infelizmente, não temos controle sobre a atividade dos micróbios em nossa pele. A única solução é tentar respirar com calma e diminuir sua emissão de CO2. Pessoas que estão estressadas ou praticando exercício físico ficam ofegantes e exalam mais dióxido de carbono.

Riffeli dá uma última dica prática baseada em suas pesquisas para se livrar dos mosquitos: evitar roupas pretas. Segundo ele, os insetos são atraídos por essa cor. Da próxima vez que for explorar o meio do mato, considere usar roupas de manga longa e, de preferência, cores claras.

Continue Lendo