Conecte-se conosco

Agenda

De amanhã até o dia 28, crianças podem ser escoteiras por um dia no Bougainville

Publicado

em

A sensação de vivenciar os aprendizados e a aventura dos escoteiros estará ao alcance das crianças nestas férias no Shopping Bougainville. A partir de amanhã, 10 de julho, e até o dia 28, das 14h às 19h, crianças de 5 a 13 anos poderão aprender, por meio de circuitos que duram 1h20, várias habilidades dos escoteiros em um clima agradável e lúdico, pois um verdadeiro acampamento de escoteiros será armado no Piso 3 do centro de compras. Haverá oficinas e brincadeiras que estimulam o trabalho em equipe, a lealdade, a ajuda ao próximo, a prática de boas ações, o respeito aos animais e a preservação da natureza, que são os lemas do escotismo.

A aventura escoteira será vivenciada em quatro ambientes e em cada um deles haverá oficinas de valores e de vivência. No primeiro deles, a base “acampamento”, as crianças participarão de uma oficina de nós e outra de música. Na segunda, na base “aventura”, elas farão parte de uma oficina de sobrevivência e outra de primeiros socorros. Na terceira, na base “família” as oficinas serão de família e de preservação do Araguaia. Na última delas, na base “jardinagem”, a oficina será de plantação de mudas. Cada circuito ou base tem a duração de 20 minutos. Para participar, cada criança deverá contribuir com R$ 30. O link para a inscrição é o http://bit.ly/feriasbougainville.

O que é escotismo?

O escotismo é um movimento educacional que, por meio de atividades variadas e atraentes, incentiva os jovens a assumir seu próprio desenvolvimento e a se envolver com a comunidade, formando verdadeiros líderes. Acredita que, por meio da proatividade e da preocupação com o próximo e com o meio ambiente, é possível formar jovens empenhados em construir um mundo melhor, mais justo e mais fraterno.

A Organização Mundial do Movimento Escoteiro (Wosm), no Brasil representada pelos Escoteiros do Brasil, é o maior movimento de jovens do mundo, reunindo mais de 30 milhões de membros ao redor do planeta.

Destes, cerca de 80 mil são brasileiros, divididos em mais de 1.100 grupos espalhados em todos os Estados do País. A região do Estado de Goiás, composta por três distritos, está afiliada a organização em nível nacional, e é o órgão que abrange e auxilia todos os grupos escoteiros goianos.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

Plateau D’or: conheça o novo empreendimento imobiliário de alto padrão em Goiânia com R$ 100 milhões de investimento

A área da antiga Fazenda Gameleira, na saída da GO-020, receberá o Plateau d’Or, um condomínio horizontal que será implementado pelo Grupo Toctao, com o design da inglesa Broadway Malyan – com 250 prêmios projetos urbanísticos inovadores. A área de mais de 1,6 milhões de m², integrada à região dos condomínios horizontais de mais alto padrão da cidade, vai atrair investimentos da ordem de R$ 100 milhões.

Publicado

em

Por

O Grupo Toctao, conglomerado empresarial goiano com 23 anos de mercado e atuação em todo o País, lançou neste último sábado (15/06),  o Plateau d’Or, um condomínio horizontal de alto padrão que tem seu projeto urbanístico assinado pelo premiado escritório inglês Broadway Malyan.

O lançamento será feito de forma simultâneo em quatro locais de Goiânia:

Nas agências da da URBS Private e My Brokers, ambas na Alameda Ricardo Paranhos, Setor Marista;

Na Adão Imóveis e K Hotel, na Avenida Deputado Jamel Cecílio, no Jardim Goiás;

E na imobiliária Adão Vida Nova, que fica na Avenida Alexandre de Morais, no Setor Parque Amazônia.

“Interessados já podem conhecer a maquete do projeto, exposta na Casa Conceito localizada na Alameda Ricardo Paranhos, no Setor Marista.”

Abrangendo uma área de 1,6 milhão de metros quadrados, localizada nas imediações da GO-020 (saída para Bela Vista), o empreendimento será construído numa das últimas áreas disponíveis para expansão no leste da capital, na região que abriga os condomínios horizontais de mais alto padrão da cidade.

O projeto traz conceitos urbanísticos adotados em modernos centros urbanos do mundo, como Londres e Nova York.

Um dessas propostas é o walkability ou caminhabilidade, que propõe um modelo de mobilidade urbana sustentável, que busca estimular a caminhada agradável em espaços especialmente planejados para tal.

“A ideia é aliar segurança, lazer, proximidade com a natureza e ainda a possibilidade de fazer compras, estudar, cuidar da saúde e até trabalhar em uma mesma região, podendo fazer tudo isso à pé”, explica diretor do Grupo Toctao,

Alan de Alvarenga Menezes, ao falar de outro diferencial urbanístico que será adotado no Plateau d’Or: a criação, numa área de 180.000m², de uma centralidade, composta por polos de negócios, lazer, educação, cultura e bem-estar, e que será aberta também ao público de empreendimentos vizinhos.

Segundo o executivo, o masterplan da centralidade está baseado em cinco pilares: educação, saúde, serviços, comércio e cultura.

Duas escolas de nível fundamental e médio já estão confirmadas no empreendimento, que contará com um heliporto.

“Nossa proposta é a realização do desenvolvimento urbano de toda a região, que já conta com muitos condomínios horizontais que abrigam um grande contingente de moradores. Porém, essas pessoas precisam se deslocar por longas distâncias, para levar os filhos até as escolas, para ir trabalhar ou até mesmo para realizar compras”, afirma Alan Menezes.

Interação

O placemaking é outro conceito urbanístico que será adotado pelo condomínio horizontal e que consiste num processo de planejamento, criação e gestão dos espaços totalmente voltado para as pessoas, promovendo uma maior e saudável interação entre as mesmas e o próprio meio, fazendo de pontos de encontros e vias públicas, como parques, praças, ruas e calçadas, lugares atrativos e que facilitam a convivência.

A estimativa dos idealizadores do projeto é de que mais de 2.200 pessoas habitem o empreendimento, que contará com o total de 671 lotes, distribuídos em duas áreas residenciais e uma centralidade comercial, com lotes variando de 525 m² à 1.200 m².

De acordo com o também diretor do Grupo Toctao, Geraldo Magela da Silva, serão investidos cerca de R$100 milhões em infraestrutura para desenvolvimento da área.

Viva de forma diferente, em um espaço inédito e com a comodidade de ter tudo ao seu redor. No Plateau d’Or você cria histórias em uma comunidade bem localizada, com ligação rápida ao centro e com excelentes vistas. Venha viver no condomínio horizontal, idealizado pelo Grupo Toctao com design da inglesa Broadway Malyan. Com mais de 1,6 milhões de m², próximo à GO-020, ao lado do autódromo, Alphaville e Shopping Flamboyant, o empreendimento de alto padrão apresenta conceitos urbanísticos inovadores.

 Ficha Técnica

Espaços de lazer – 50 mil m² de área, contendo:
Playgrounds
Estações de ginástica
Quadras de areia
Quadras de tênis
Campos de futebol society
Quadras poliesportivas
Pet parks
Mirantes
Pista de cooper
Ecotrilha
Fitness center
Praças das águas
Vias verdes
Vias para pedestres

Wi-Fi compartilhado nos espaços de lazer
Painéis de energia solar na portaria e fitness center
Infraestrutura para fibra óptica
Energização subterrânea interna
Irrigação automatizada das áreas verdes
Carro elétrico
Pontos de recarga para carros elétricos

Continue Lendo

Agenda

Araguaia: por que certas pessoas são mais picadas por mosquitos que outras?

Não é impressão. Os mosquitos realmente têm algumas preferências. Infelizmente, a explicação para esse fato está em algo que não podemos controlar.

Publicado

em

Por

A temporada do Araguaia 2019 já chegou. Hotéis, pousadas e acampamentos já começam a receber os primeiros hóspedes. Especialistas explicam porque certas pessoas tem predisposição à picada de mosquitos. Isto porque algumas pessoas podem passar a noite no rio e saírem ilesas dos mosquitos; outras se enchem de repelente e mesmo assim não conseguem se livrar das picadas. Não é só impressão: os pernilongos e outras espécies de mosquitos como a Aedes Aegypit de fato têm preferência por alguns humanos. Mas por que isso acontece?

Para responder a pergunta, primeiro precisamos saber como os mosquitos detectam suas vítimas. Assim como o cheiro de sangue atrai animais carnívoros e o cheiro de bolo saído do forno atrai as crianças, o dióxido de carbono exalado pelos humanos atrai os mosquitos.

Nós respiramos moléculas de oxigênio e expiramos gás carbônico. Antes que esse gás se misture com os outros compostos presentes no ar, ele fica concentrado ao nosso redor. Os mosquitos são sensíveis à picos desse gás em um raio de 50 metros em seu entorno. Guiados pelo “sexto sentido”, eles se aproximam do local onde a concentração do dióxido de carbono é mais forte — ou seja, onde há sangue fresco para o rango.

Quando os insetos chegam a 3 metros de distância de um grupo de pessoas, chega a hora de escolher que será atacado. Vários fatores são levados em consideração: temperatura da pele, transpiração e até cor. A variável mais importante, porém, não tem a ver com a pessoa em si, mas sim com os micróbios presentes na superfície de sua pele.

Os mosquitos escolhem com base nos compostos químicos produzidos pelas colônias de microorganismos que habitam a superfície do nosso corpo. As criaturinhas microscópicas convertem secreções das glândulas sudoríparas em até 300 compostos diferentes. Em entrevista ao Live Science, o especialista em insetos Joop van Loon conta que os mosquitos detectam esses compostos pelo cheiro.

Um estudo publicado em 2011 mostrou que homens com uma maior diversidade de micróbios na pele tinham tendência a receber menos picadas do mosquito da malária do que homens com uma menor variedade. O estudo também indicou que os mosquitos podem ter preferência por algumas bactérias específicas.

Segundo Jeff Riffeli, pesquisador em atração de mosquitos, pequenas variações nessa composição de químicos pode ser a diferença entre ser a vítima ou não. As colônias de micróbios também variam ao longo do tempo em um mesmo indivíduo, como, por exemplo, quando ele está doente.

Infelizmente, não temos controle sobre a atividade dos micróbios em nossa pele. A única solução é tentar respirar com calma e diminuir sua emissão de CO2. Pessoas que estão estressadas ou praticando exercício físico ficam ofegantes e exalam mais dióxido de carbono.

Riffeli dá uma última dica prática baseada em suas pesquisas para se livrar dos mosquitos: evitar roupas pretas. Segundo ele, os insetos são atraídos por essa cor. Da próxima vez que for explorar o meio do mato, considere usar roupas de manga longa e, de preferência, cores claras.

Continue Lendo