Conecte-se conosco

Capital

Educação em Goiânia inicia 2019 com qualidade de ensino garantida

Melhoria da infraestrutura das unidades de ensino e valorização dos profissionais estão entre as ações de destaque

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Educação e Esporte de Goiânia (SME) divulgou balanço geral da gestão administrativa de 2018. As diversas ações do ano foram desenvolvidas com base na convocação de novos concursados, valorização dos profissionais docentes e administrativos, obras e reformas em unidades educacionais, além de propostas pedagógicas.

Valorização profissional

Em 2018, os professores da rede municipal receberam o retroativo referente à diferença do piso salarial de 2014. Os valores lançados correspondem aos meses de janeiro a março do referido ano e variam entre R$ 470,64 e R$ 1.450,92. A Prefeitura de Goiânia também concedeu a revisão da data-base referente a 2017 e 2018 aos servidores administrativos. O reajuste obedece o Índice de Preços do Consumidor Ampliado (IPCA) acumulado até abril de 2017 e abril de 2018, calculados em 4,08% e 2,76%, respectivamente.

Ainda foram concedidas as progressões verticais e horizontais aos servidores administrativos da Educação. Além disso, foram convocados 2.835 aprovados no último certame para os cargos de professor, apoio educacional e técnico administrativo. Na formação continuada, 2.167 vagas foram oferecidas para o aprimoramento dos colaboradores da rede municipal de educação e esporte.

Obras e serviços
O ano de 2018 teve a continuidade do Programa Escola Viva, cujo objetivo é a manutenção predial das instituições de ensino da Capital, com revisões elétricas e hidráulicas, pintura e troca de telhado. Ao todo, foram revitalizadas 305 unidades educacionais, com investimento na ordem de cerca de 3,8 milhões de reais.

Unidades inauguradas
O ano contou, também, com a inauguração do Centro Municipal de Educação Infantil Fabiano de Cristo, além da reabertura do Centro Municipal de Educação Infantil Jardim Europa II. Ambos promoveram a ampliação de 200 vagas nos ensinos infantil e fundamental. Ademais, foram instaladas quatro salas modulares na Escola Municipal Professora Antônia Maranhão do Amaral. Visando ao atendimento do Residencial Nelson Mandela, foram criadas 240 novas vagas. Vale frisar que segue, em andamento, a implantação de salas modulares em sete unidades da rede municipal de Educação.

Atendimento
A Prefeitura de Goiânia conta com quatro modalidades de ensino, nas quais, juntas, ofereceram em 2018 cerca de 103.340 vagas nas instituições de ensino por meio da SME. Na educação infantil foram 32.188 vagas; ensino fundamental foram 65.185 e Eaja com 5.967 vagas.

Projetos
Ações pedagógicas da SME em 2018 foram destaque na rede municipal. O primeiro deles é o “Fiscal Mirim de Meio Ambiente”, idealizado pela SME em parceria com a Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), conforme prevê ações do projeto Somos Todos Responsáveis. Alunos, com idade entre 6 e 11 anos de idade, foram incentivados em relação a hábitos e práticas de conservação ambiental; estimulados a refletir e sensibilizar quanto à importância de se tornarem adultos atentos e responsáveis acerca da proteção ambiental por meio de trabalhos pedagógicos e palestras nas instituições.

Pela primeira vez na rede municipal, foi realizado musical com os alunos do projeto Coral Vozes em Canto. Na ocasião, cerca de 300 educandos apresentaram o espetáculo “…e abre-se a porta da arca”, com músicas do cantor e compositor Vinícius de Moraes. Menção especial, ainda, para a 26ª Edição dos Jogos Educacionais, encerrados em dezembro. Foram realizados 515 jogos nas modalidades coletivas, atendendo 13.751 educandos dos ciclos I, II, III e EAJA.

Ação Pedagógica
Em 2018, a SME trabalhou o planejamento das ações pedagógicas de forma articulada com a equipe gestora e apoios técnico-pedagógicos. Entre as ações de destaque, está a realização da 23ª Mostra da Ação Pedagógica durante a Jornada da Cidadania PUC Goiás. Foram três dias de exposição de trabalhos nas plataformas de audiovisual, interatividade, leitura, arte livre, autorretratos e mangás. Destaque, também, para o Projeto Horta Escolar, iniciativa que envolve a consciência sobre alimentação saudável, sustentabilidade e consciência eco ambiental. Ao todo, 32 unidades escolares participaram do projeto.

No âmbito do Programa Saúde na Escola (PSE), a secretaria desenvolveu as ações de prevenção e conscientização contra a gripe H1N1, HPV, conjuntivite e meningite. Criou, também, a campanha “Crianças não vacila com a dengue”, uma ação do projeto Goiânia Vencendo o Aedes, promovido pela Prefeitura de Goiânia, por meio SME, em parceria com a Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) com o objetivo de orientar e conscientizar os alunos quanto a prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, assim como as doenças transmitidas por ele.

Além disso, mais de 80 escolas municipais receberam certificado por alcançarem as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental. O Ideb é um indicar nacional que foi formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino. O índice possibilita o monitoramento da qualidade da Educação por meio de dados concretos. Em Goiânia, as escolas municipais atingiram média de 5.8 nos Anos Iniciais e 4.7 nos Anos Finais do Ensino Fundamental, números que superaram a meta para 2017 e já alcançaram a meta para 2019.

Visita Internacional
Ainda em 2018, o Programa de Alimentação Escolar de Goiânia recebeu comitiva do governo da Guatemala. Guiados pela SME, os representantes guatemaltecos visitaram três instituições de ensino, acompanhados pelo coordenador de segurança alimentar e nutricional do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A comitiva visitou o Centro de Educação Infantil Anália Franco, onde foi ministrada oficina do projeto Horta Escola. Em seguida, passaram pelas Escolas Municipais Marechal Ribas Júnior e Dom Fernando Gomes dos Santos, nas quais presenciaram a entrega dos certificados de “Amigo da Horta”.

Luciana Gomides e Núbia Alves, da editoria de Educação e Esporte

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas