Conecte-se conosco

Capital

Em ato de extrema grandeza, Iris Rezende busca unir MDB e apela para que Daniel Vilela reveja expulsão de companheiros

Prefeito de Goiânia e maior líder não só do MDB, mas da política goiana, Iris Rezende escreveu ao presidente do seu partido, ex-deputado Daniel Vilela, pedindo que ele reconsidere a expulsão de antigos aliados e companheiros, como Adib Elias, prefeito de Catalão.

Publicado

em

Do alto de seus 60 anos de vida pública, reconhecidamente um dos maiores ícones da política goiana e brasileira, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado, indiscutivelmente a maior liderança do MDB goiano, escreveu ao atual presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, pedindo que ele reconsidere a expulsão de antigos aliados e companheiros de partido, como é o caso do prefeito de Catalão, Adib Elias.

Assim como Adib, outros companheiros, como Paulo do Vale, prefeito de Rio Verde, Renato de Castro, prefeito de Goianésia e Fausto Mariano, prefeito de Turvânia, foram expulsos do MDB depois que apoiaram Ronaldo Caiado (DEM) para o governo de Goiás nas eleições de outubro próximo passado.

Na carta aberta endereçada ao dirigente do MDB, Iris Rezende diz que o partido precisa gerar uma mensagem importante para a sociedade, tendo por base a reconciliação. “Tenho absoluta certeza de que, a despeito das emoções provocadas pela dureza do debate, possam as partes iniciar um profícuo e duradouro diálogo, de modo a alcançar a sonhada unidade”, disse.

Para o decano emedebista, o ódio jamais constrói, “pelo contrário, colabora de maneira explosiva para a desintegração social ao contaminar as relações institucionais e ao aprofundar situações que geram impasses e incertezas”, destaca.

“Situações politicamente delicadas podem ser uma excelente oportunidade para demonstração de amadurecimento”, escreveu Iris em sua carta aberta.

A reação de Daniel Viela à mensagem de Iris Rezende, no entanto, foi fria e não houve demonstração de que estaria disposto a rever as medidas já tomadas pela comissão de ética do partido.

Analistas políticos, jornalistas e políticos ouvidos pelo Goyaz são unânimes ao dizer que Iris deu uma demonstração ímpar de grandeza e humildade ao pedir que Daniel reveja a sua posição e busque a unidade do partido. Na avaliação dos ouvidos, é mais uma oportunidade que Daniel Vilela está tendo de mudar os rumos do MDB goiano, que saiu diminuído das últimas eleições. O consenso é que o presidente emedebista atenda o pedido do líder maior do partido e reagrupe as forças emedebistas com o intuito de manter viva suas perspectivas políticas futuras.

Veja, abaixo, a íntegra da carta aberta do prefeito Iris Rezende ao presidente do Diretório Regional do MDB, Daniel Vilela

Senhor Presidente,

Embora distante do debate político que se estabeleceu no MDB desde as eleições para o governo no ano passado, e, neste momento, apenas dedicado ao enfrentamento dos desafios de gestão na Prefeitura de Goiânia, me achei, contudo, no direito de fazer uma ponderação a respeito dos rumos de nosso querido partido em face de suas próximas decisões.

Como muito bem sabem os emedebistas e a população de Goiás, sou um homem forjado na persistência pelo diálogo enquanto a melhor via de resolução de conflitos e posicionamentos divergentes. Diante de impasses, jamais se pode abrir mão da abertura que possa resultar em conciliação, desde que estejam em jogo os interesses maiores da sociedade e das instituições.

O MDB se constituiu, ao longo de décadas, como a referência maior desta premissa calcada no equilíbrio, permitindo que o Brasil pudesse alcançar condições de governabilidade em tempos de sucessivas crises. O partido jamais cedeu às tentações para a confrontação. Firmou-se numa conduta cívica alicerçada em ações responsáveis, sempre a colocar os interesses nacionais acima de tudo, em permanente compromisso com a população.

O ódio jamais constrói. Pelo contrário, colabora de maneira explosiva para a desintegração social ao contaminar as relações institucionais e ao aprofundar situações que geram impasses e incertezas.

Como é da tradição do MDB, temos que persistir e primar pela conduta consequente, que fortaleça uma mensagem de desprendimento e desapego no que diz respeito à luta pelo poder, sempre tendo como norte as causas maiores da sociedade.

A propósito das posições assumidas durante a disputa para o Governo do Estado em 2018, infelizmente o que se verificou foi a grave divisão interna no MDB, tendo como ponto de discórdia o lançamento de uma candidatura própria ou o apoio a outra candidatura.

Sempre com posições claras a este respeito, na ocasião defendi que o partido se mantivesse fiel à sua trajetória de sempre participar das disputas majoritárias como cabeça de chapa. Afinal, somos uma legenda forte, arraigada no cotidiano da população, protagonista em todos os momentos de definições a respeito dos destinos de Goiás e do Brasil.

O meu apoio à candidatura de Vossa Excelência ao governo, portanto, revestiu-se de extrema coerência para com as posições que assumimos desde as origens, a partir da visão de que o MDB tem uma missão maior no âmbito político, no sentido de conduzir o debate responsável, construtivo e patriótico.

A decisão firmada por prefeitos e lideranças do MDB durante as eleições, no sentido de apoiar a candidatura de Ronaldo Caiado ao governo pelo DEM, constituindo-se uma dissidência, naturalmente trouxe grande incômodo nas hostes da legenda, uma conflagração que se arrasta até os dias atuais diante das expectativas de julgamento deste caso, por parte da Comissão de Ética do partido.

Uma decisão a respeito, contudo, reveste-se de grande complexidade política, em especial porque os ânimos ainda permanecem acirrados com a predominância, até aqui, de posições favoráveis à expulsão de importantes quadros do MDB, grandes militantes e dirigentes que conosco marcharam em memoráveis jornadas contra a ditadura militar e pela conquista das liberdades democráticas.

O nomes que são passíveis de julgamento também desempenham papel de relevo como gestores muito bem avaliados em seus municípios, além de serem líderes que contribuíram de maneira efetiva para o crescimento do MDB em Goiás e no Brasil.

Situações politicamente delicadas podem ser uma excelente oportunidade para demonstração de amadurecimento. A partir de suas próprias dificuldades internas, o MDB precisa gerar uma mensagem importante para a sociedade, tendo por base a reconciliação.

Em Mateus 18:20-22, Pedro se dirigiu ao Senhor, com a grande questão: “Até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete”. Em Efésios 4:32, outra mensagem muito afirmativa: “Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo”.

Faço, portanto, uma conclamação para que todos os envolvidos nos acontecimentos políticos que geraram a luta interna no MDB tenham abertura para um amplo entendimento que começa pelo gesto simples do perdão.

Tenho absoluta certeza de que, a despeito das emoções provocadas pela dureza do debate, possam as partes iniciar um profícuo e duradouro diálogo, de modo a alcançar a sonhada unidade. Este é o grande caminho para que o MDB se mantenha forte, aguerrido e combativo, jamais permitindo que circunstâncias da conjuntura possam afetar a sua caminhada histórica.

Na minha idade, do alto dos meus 85 anos, creio ter reunido a suficiente experiência para sugerir um posicionamento fraterno e solidário por parte do conjunto partidário, por amor ao MDB e sua bela trajetória, por amor a Goiás e ao Brasil.

Iris Rezende Machado

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Projeto Secretário na Escola fecha primeiro semestre com nove edições

Iniciativa da secretaria municipal de Educação e Esporte visa aproximação com comunidade escolar

Publicado

em

Por

Com a finalidade de desburocratizar serviços, a Prefeitura de Goiânia, por meio da secretaria municipal de Educação e Esporte (SME) realiza, ao longo do ano, o projeto Secretário na Escola, no qual a administração da pasta se desloca para instituições de ensino para ouvir demandas e resolver questões pertinentes a comunidade escolar diretamente com a população. No primeiro semestre de 2019, a secretaria realizou nove edições do programa, em escolas e centros municipais de Educação Infantil (Cmei) de diversas regiões da cidade.

Nos dias de projeto, o secretário de Educação e Esporte, professor Marcelo Costa, superintendentes, diretores e gerentes vão até uma unidade escolar escolhida para atender a diretores, professores, alunos e pais com demandas específicas da instituição. O projeto contempla atendimentos nas áreas de alimentação educacional, acompanhamento pedagógico, consultoria em esporte, gestão de pessoas, acompanhamento da rede física e consultoria para prestação de contas. Além disso, diretoras de escolas e Cmeis da região também são convidadas para despachar pessoalmente suas questões com o corpo diretivo da SME.

A primeira edição de 2019 foi na escola municipal Coronel José Viana Alves, localizada no setor Cândida de Morais. Na ocasião, o projeto realizou nove atendimentos com a comunidade escolar. Durante o semestre, o Secretário na Escola fez cerca de 80 atendimentos, entre demandas pessoais e institucionais. Uma das unidades contempladas foi a escola municipal de tempo integral Dona Belinha, na Vila Isaura, e a diretora Klícia Rayanne destacou que “esse contato é essencial, não temos tempo para sentar e dialogar na SME. Essas trocas são feitas justamente quando ele vem à escola”.

Continue Lendo

Capital

Iris aposta em parcerias público-privadas para requalificar novos espaços em Goiânia

Revitalização da praça do cruzamento das ruas T-55 com T-30, no setor Bueno, será entregue nos próximos dias. Local passa por série de mudanças para atender aos conceitos de sustentabilidade e mobilidade

Publicado

em

Por

O prefeito Iris Rezende avança na consolidação de parcerias público-privadas (PPPs) para requalificar espaços em Goiânia. A revitalização da praça do cruzamento das ruas T-55 com T-30, no setor Bueno está na reta final. A expectativa é de que a entrega aconteça nos próximos dias. O local passa por série de mudanças para atender aos conceitos de sustentabilidade e mobilidade.

O destaque dessa requalificação é um pergolado construído no centro da praça. O elemento tem uma base de concreto com a cobertura de madeira para compor com os dois flamboyants existentes no local. Nesta semana, os servidores da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) trabalham montagem da cobertura de madeira e na instalação dos bancos.

De acordo com o engenheiro da Companhia, Rafael Pacheco, a praça recebe bancos de madeira nos formatos de prancha e bloco fabricados pelos servidores do órgão. As madeiras são reaproveitadas da poda e extirpação de árvores do município e para sustentar os mesmos, sucatas de pontas de eixo dos caminhões da Comurg foram reutilizadas como pés. “A medida propõe reduzir os custos da obra e reaproveita o que seria descartado”, afirma.

O trabalho segue em ritmo intenso. Enquanto uma equipe realiza aplicação dos materiais, outra trabalha na produção do mobiliário urbano e outras fazem o plantio, pintura e limpeza. O projeto de ajardinamento incluiu o plantio de seis palmeiras e plantas ornamentais. Forração morta com o uso de cascas de madeiras, pedras e outros elementos também está inclusa no projeto. Para realçar este trabalho, a companhia vai instalar uma iluminação com refletores nas cores verde e âmbar nas palmeiras e nos flamboyants. Já o pergolado receberá uma arandela especial.

De acordo com o presidente do órgão, Aristóteles de Paula, o projeto ainda inclui um calçamento de concreto que será aliado ao piso drenante. A proposta é deixar o espaço mais bonito e confortável, bem como contribuir com escoamento da água para o solo. As novas calçadas também terão piso tátil.  Bancos de madeiras e lixeiras também fixados no local.

A praça possui 560 m2 e surgiu como uma rotatória na construção do Setor Bueno, nos anos de 1960. Os trabalhos são executados pelos servidores da Comurg e as empresas parceiras disponibilizam parte dos materiais. A previsão é concluir a obra nos próximos 15 dias.

Continue Lendo