Conecte-se conosco

Estado

Governo de Goiás realiza leilão nos últimos dias da administração tucana

Publicado

em

Um tema deve colocar em confronto governistas e oposição nos últimos dias da administração do governador José Eliton (PSDB): o prédio da Emater, localizado no setor Universitário, será leiloado em 12 de dezembro.

A partir da Portaria n. 002/2018, a Promotoria de Liquidação (Proliquidação)  aprovou a licitação da modalidade leilão pelo maior lance.

O documento publicado no Diário Oficial do dia 26 de novembro, segunda-feira, na página 9, anuncia que vários outros imóveis serão vendidos: “As vendas dos imóveis são feitas em caráter  “ad corpus”, sendo que as áreas  mencionadas  neste Edital, bem como nos catálogos e em outros meios de comunicação é meramente enunciativa, e as fotos dos imóveis divulgadas  são apenas  ilustrativas. Desta forma, havendo divergência de metragem, o interessado que arrematar os bens não terá direito a exigir da Metago em liquidação, Emater-GO em liquidação, ou Casego em liquidação nenhum complemento de metragem ou de área, o termino da venda ou abatimento do preço de imóveis”.

A polêmica envolve duas questões. A primeira: na lista de bens,  além de vários móveis e equipamentos, estariam prontos para “alienação ‘ad corpus’   64 bens imóveis urbanos e dezenas de áreas, glebas, terrenos, partes de quadras, etc.

Questão dois: a portaria diz que  “A posse do imóvel de propriedade da EMATER-GO em liquidação, localizado na cidade de Goiânia, elencado no item 2.4.2, será transmitida ao arrematante entre os meses de julho e setembro do ano de 2019, quando desocupado em definitivo pela Agência  EMATER”.

Ou seja, existe já prazo para desocupação.  Conforme o deputado oposicionista José Nelto (Podemos), um dos leilões ( do imóvel da Emater) teria como interessado, um político tucano que pretende erguer uma faculdade no local.

O leilão tende a ser o fim de antigas estruturas do governo, caso da Metais de Goiás (Metago), Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Goiás S/A (Casego) e Empresa Estadual de Processamento de Dados de Goiás (Prodago).

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas