Conecte-se conosco

Capital

Iris lança novos centros de triagem de lixo em Goiânia

Prefeito inaugura hoje novos centros de triagem com unidades sustentáveis dotadas de placas de energia solar e aproveitamento de água de chuva

Publicado

em

A Prefeitura de Goiânia inaugura nesta quarta-feira, 13, três novos Centros de Triagem de materiais  recicláveis das cooperativas Cooper Rama, Cooperfami e Carrossel. A iniciativa conta com o apoio da 15ª Promotoria de Justiça de Goiânia do Ministério Público do Estado de Goiás; a Central de Trabalhadores dos catadores de Materiais Recicláveis – Uniforte; entidades e comunidade.

Conforme explica o secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação de Goiânia (Seplanh), Henrique Alves, as novas centrais passam a contar com galpões modernos e sustentáveis com placas de energia solar, aproveitamento de água de chuva e outros dispositivos com “total contribuição da Prefeitura de Goiânia e do Ministério Público e outros parceiros”. O secretário informa ainda que a prefeitura entra com a coleta seletiva por meio da inclusão social de catadores.

O Programa Goiânia Coleta Seletiva (PGCS) teve inicio em novembro de 2008 efoi criado com objetivo de evitar que materiais recicláveis fossem para o Aterro Sanitário, podendo, assim, aumentar a vida útil deste e, ao mesmo tempo, beneficiar famílias em cooperativas de catadores. Hoje são cerca de 90 cooperados e com as novas centrais a capacidade será ampliada para 240, 80 em cada unidade.

Conforme acrescenta Alves, a iniciativa mantém a tendência da Capital em apostar na sustentabilidade. “O projeto arquitetônico foi feito na gerência de projetos da Seplanh, acompanhamos os processos de permissão de uso das áreas e a documentação necessária, além de outras documentações e assessoria jurídica”, destaca.

“A legislação aprovada na então gestão Iris deu todo apoio para que a iniciativa fosse feita nos órgãos públicos, seguimentos da sociedade e sistema educacional e que o material separado fosse destinado para as cooperativas. Nós cedemos para as cooperativas os materiais recicláveis, treinamentos, capacitações e no galpão nós doamos as áreas públicas”, argumenta o titular da Seplanh.

A presidente da Cooper Rama, Dulce do Vale, comemora a iniciativa. “A mudança é total. O lugar passa a ser adequado, não vamos pagar aluguel e a água é reutilizável. O galpão é totalmente sustentável. Para quem vive da reciclagem, o lixo é um luxo, é oportunidade de trabalho e protege o meio ambiente”, afirma.

Serviço
Assunto: Prefeitura inaugura novos Centros de Triagem
Data: 13 de fevereiro de 2019
Horário: 08h30
Local: Sede da Cooperativa Carrossel: Rua 08, com a Rua 8D, Qd. 97, Lt. 01, Setor Santos Dumont, Goiânia

Após a solenidade serão realizadas visitas às sedes das Cooperativas Cooperfami – Rua Batuba, Qd 01, Lt. 10, S/N, Setor Barra da Tijuca, Goiânia e Cooperativa Cooper Rama – Estrada 113, Qd. APM3, Lt. APM 3, S/N, Chácaras de recreio São Joaquim, Goiânia.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Projeto Secretário na Escola fecha primeiro semestre com nove edições

Iniciativa da secretaria municipal de Educação e Esporte visa aproximação com comunidade escolar

Publicado

em

Por

Com a finalidade de desburocratizar serviços, a Prefeitura de Goiânia, por meio da secretaria municipal de Educação e Esporte (SME) realiza, ao longo do ano, o projeto Secretário na Escola, no qual a administração da pasta se desloca para instituições de ensino para ouvir demandas e resolver questões pertinentes a comunidade escolar diretamente com a população. No primeiro semestre de 2019, a secretaria realizou nove edições do programa, em escolas e centros municipais de Educação Infantil (Cmei) de diversas regiões da cidade.

Nos dias de projeto, o secretário de Educação e Esporte, professor Marcelo Costa, superintendentes, diretores e gerentes vão até uma unidade escolar escolhida para atender a diretores, professores, alunos e pais com demandas específicas da instituição. O projeto contempla atendimentos nas áreas de alimentação educacional, acompanhamento pedagógico, consultoria em esporte, gestão de pessoas, acompanhamento da rede física e consultoria para prestação de contas. Além disso, diretoras de escolas e Cmeis da região também são convidadas para despachar pessoalmente suas questões com o corpo diretivo da SME.

A primeira edição de 2019 foi na escola municipal Coronel José Viana Alves, localizada no setor Cândida de Morais. Na ocasião, o projeto realizou nove atendimentos com a comunidade escolar. Durante o semestre, o Secretário na Escola fez cerca de 80 atendimentos, entre demandas pessoais e institucionais. Uma das unidades contempladas foi a escola municipal de tempo integral Dona Belinha, na Vila Isaura, e a diretora Klícia Rayanne destacou que “esse contato é essencial, não temos tempo para sentar e dialogar na SME. Essas trocas são feitas justamente quando ele vem à escola”.

Continue Lendo

Capital

Iris aposta em parcerias público-privadas para requalificar novos espaços em Goiânia

Revitalização da praça do cruzamento das ruas T-55 com T-30, no setor Bueno, será entregue nos próximos dias. Local passa por série de mudanças para atender aos conceitos de sustentabilidade e mobilidade

Publicado

em

Por

O prefeito Iris Rezende avança na consolidação de parcerias público-privadas (PPPs) para requalificar espaços em Goiânia. A revitalização da praça do cruzamento das ruas T-55 com T-30, no setor Bueno está na reta final. A expectativa é de que a entrega aconteça nos próximos dias. O local passa por série de mudanças para atender aos conceitos de sustentabilidade e mobilidade.

O destaque dessa requalificação é um pergolado construído no centro da praça. O elemento tem uma base de concreto com a cobertura de madeira para compor com os dois flamboyants existentes no local. Nesta semana, os servidores da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) trabalham montagem da cobertura de madeira e na instalação dos bancos.

De acordo com o engenheiro da Companhia, Rafael Pacheco, a praça recebe bancos de madeira nos formatos de prancha e bloco fabricados pelos servidores do órgão. As madeiras são reaproveitadas da poda e extirpação de árvores do município e para sustentar os mesmos, sucatas de pontas de eixo dos caminhões da Comurg foram reutilizadas como pés. “A medida propõe reduzir os custos da obra e reaproveita o que seria descartado”, afirma.

O trabalho segue em ritmo intenso. Enquanto uma equipe realiza aplicação dos materiais, outra trabalha na produção do mobiliário urbano e outras fazem o plantio, pintura e limpeza. O projeto de ajardinamento incluiu o plantio de seis palmeiras e plantas ornamentais. Forração morta com o uso de cascas de madeiras, pedras e outros elementos também está inclusa no projeto. Para realçar este trabalho, a companhia vai instalar uma iluminação com refletores nas cores verde e âmbar nas palmeiras e nos flamboyants. Já o pergolado receberá uma arandela especial.

De acordo com o presidente do órgão, Aristóteles de Paula, o projeto ainda inclui um calçamento de concreto que será aliado ao piso drenante. A proposta é deixar o espaço mais bonito e confortável, bem como contribuir com escoamento da água para o solo. As novas calçadas também terão piso tátil.  Bancos de madeiras e lixeiras também fixados no local.

A praça possui 560 m2 e surgiu como uma rotatória na construção do Setor Bueno, nos anos de 1960. Os trabalhos são executados pelos servidores da Comurg e as empresas parceiras disponibilizam parte dos materiais. A previsão é concluir a obra nos próximos 15 dias.

Continue Lendo