Conecte-se conosco

Capital

Prefeitura recebe Comando da PM e discute enfrentamento a questões de rua

Encontro serve para acertar detalhes do grupo que buscará soluções para problemas vivenciados por pessoas em situação de rua

Publicado

em

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, recebeu na tarde da última quinta-feira, 10, o subcomandante do policiamento da Capital, Edson Rodrigues. Entre os assuntos tratados na reunião está a parceria com a administração municipal para o enfrentamento a questões relativas às pessoas que vivem nas ruas da cidade.

Participaram do encontro, o titular da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Robson Azevedo, e o inspetor da Guarda Civil Metropolitana, Gilásio Ataíde. Ficou definido que a Semas irá mapear os locais onde estão estas pessoas e oferecer auxilio, como abrigo, atendimentos e até mesmo passagens para aqueles que vieram de outras localidades.

O trabalho da Polícia Militar será de acompanhar e dar suporte aos profissionais da Semas nas abordagens, a Polícia Civil também será parceira na identificação das pessoas em situação de rua. Já a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no acompanhamento médico e a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) na remoção e limpeza de áreas abandonadas, conhecidas como mocós.

O prefeito Iris Rezende destacou que a iniciativa irá trazer mais segurança e humanismo para a cidade, já que as pessoas se sentirão amparadas. “Com apoio de todos, vamos conseguir reconhecer, levar apoio e reduzir os problemas na área da segurança pública”, comentou.

O secretário Robson Azevedo contou que existe um número aproximado de 500 pessoas vivendo nas ruas, mas que isso é relativo e depende da época do ano. “Depende muito da época de festas, eventos ou datas comemorativas, mas o importante é identificar e entender porque elas permanecem nesta situação e o que o poder público pode fazer por elas”, declarou.

Já o subcomandante do policiamento da Capital, Edson Rodrigues, vê com bons olhos a parceria na redução da criminalidade em Goiânia. “São parcerias como esta que trazem a sensação de segurança para a comunidade. Conhecemos os locais de grandes fluxos e queremos entender porque a população de rua se aglomera, qual o problema vivido por ela, se há tráfico e consumo de drogas e até mesmo encontrar fugitivos e aqueles com mandados de prisão”, ressaltou.

Luciano Joka, da Diretoria de Jornalismo
Foto: Paulo José

Mais lidas