Conecte-se conosco

Capital

Ronaldo Caiado diz não temer desgastes e assume ônus da reforma da previdência em Goiás. “O que está em jogo é a nossa sobrevivência”, afirma

Diante do temor dos deputados federais de que a reforma da previdência valendo para estados e municípios possa causar constrangimento e desgaste em suas bases, o governador de Goiás diz que assume o ônus da reforma e pede que seja incluído no texto da PEC dispositivos que permitam os governadores agirem por decreto

Publicado

em

Diante da iminência de que o texto da reforma da previdência possa ser aprovado pela Câmara dos Deputados sem incluir os estados e municípios, o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), agindo como um verdadeiro estadista, reivindicou para si o ônus de qualquer desgaste político que a medida possa provocar.

O entendimento que prevalece na Câmara Federal é o de que, aprovando a reforma da previdência para estados e municípios, os deputados estariam assumindo sozinhos um ônus que não seria apenas deles. Os parlamentares temem que as medidas possam causar desgastes políticos nas suas bases.

Diante do impasse, Ronaldo Caiado disse não ver problemas em assumir esse suposto ônus, uma vez que o que está em jogo é a sobrevivência do Estado. “Nós precisamos pedir aos deputados. Precisamos ter humildade, mas nossa situação é de sobrevivência, então que repassem a nós a responsabilidade”, sugere.

Segundo Caiado, é preciso que, caso Estados e municípios não permaneçam no texto, a matéria tenha dispositivos que permitam a governadores e prefeitos tomarem a decisão, por decreto, de seguir as regras determinadas na reforma. “É importante repassar aos governadores a responsabilidade que os deputados federais e estaduais acham que neste momento seria prejudicial a eles”, afirma.

No último ano, diante do déficit previdenciário em Goiás, o governo foi obrigado a aportar R$ 2,5 bilhões para o pagamento de servidores inativos do Estado. O déficit mensal alcança mais de R$ 200 milhões. Entre as medidas mais amargas que devem ser tomadas está a criação de uma contribuição complementar de até 8%, que vigoraria por tempo determinado. Hoje, a alíquota da contribuição previdenciária dos servidores é de 14,25%, uma das mais altas do país.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Orquestra Sinfônica de Goiânia apresenta concerto com violinista Carmelo de los Santos. Evento acontece nesta terça 20

Publicado

em

Evento será realizado nesta terça-feira (20/08), às 20h, no Teatro Sesi. Ingresso pode ser trocado por dois quilos de alimentos não-perecíveis ou um livro literário

A Orquestra Sinfônica de Goiânia apresenta, nesta terça-feira (20/08), às 20h, no Teatro Sesi, um concerto internacional com a participação do violinista Carmelo de los Santos. As obras que serão apresentadas são ícones do repertório orquestral: O Concerto para Violino e Orquestra, do compositor alemão Johannes Brahms e a Suite do Balé Romeu e Julieta, do compositor russo Sergei Prokofiev. A noite conta ainda com a primeira audição mundial da obra “Movimento para Cordas nº 2”, do compositor goiano Estércio Marquez Cunha, a maior referência na composição de música de concerto em Goiás.

Carmelo de los Santos é professor da Universidade do Novo México, nos Estados Unidos, e um dos mais importantes artistas brasileiros. A regência do concerto será do maestro titular e diretor artístico da Orquestra, Eliseu Ferreira. Para ele, uma excelente oportunidade para conferir um programa de excelente qualidade executado pela Orquestra Sinfônica da Prefeitura Municipal. “A cada dia conquistamos novos espaços nos cenários musicais local e nacional, pela regularidade, diversidade e qualidade de suas propostas artísticas e institucionais”, afirma o maestro.

A realização é da Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com o apoio do Teatro Sesi. A entrada para o concerto é mediante a doação de dois quilos de alimentos não-perecíveis ou um livro lite

Continue Lendo

Capital

Blogueiro é obrigado a retirar matérias ofensivas à honra de promotor de Justiça

Decisão liminar atende pedido da defesa do promotor de Justiça do Ministério Público de Goiás Fernando Krebs, que alegou, em ação de indenização por danos morais, que teve a honra maculada por postagens no blog do Cleuber Carlos, assinado pelo blogueiro de mesmo nome

Publicado

em

Por

A Juíza de direito Viviane Silva de Moraes Azevedo, do 11º Juizado Especial Cível de Goiânia, determinou, em sede de tutela provisória, em ação de indenização por danos morais, que o blogueiro Cleuber Carlos do Nascimento retire do seu blog (Blog do Cleuber) as matérias publicadas e atentatórias à honra do promotor de Justiça Fernando Krebs e de seus familiares.

A decisão, segundo a magistrada, foi tomada após a análise das alegações da parte requerente, juntamente com os elementos que evidenciem o perigo de dano de difícil reparação à honra do promotor. Nas publicações, Cleuber Carlos faz “ilações” a respeito da conduta do promotor e insinua parcialidade do representante do Ministério Público goiano na propositura de ações de improbidade contra ex-governadores de Goiás.

A juíza determinou que todas as matérias mencionadas na demanda, em que Fernando Krebs e seus familiares são nominalmente citados em conteúdos que possuem material ofensivo à imagem e à honra dos mesmos, sejam retiradas do ar no prazo máximo de 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 1 mil reais.

Em outra ação, julgada em 2019, o mesmo blogueiro foi condenado ao pagamento de indenização no valor de R$ 10 mil ao promotor Fernando Krebs,  também por ofensas morais e à honra do representante ministerial.

Continue Lendo