Conecte-se conosco

Brasil

Senador Vanderlan Cardoso critica aumento do preço dos combustíveis nas refinarias

Vanderlan é membro da CAE, no Senado, e disse que irá propor uma audiência púbica para discutir o que ele chamou de “abusos”, em relação aos aumentos dos combustíveis no País.

Publicado

em

O senador Vanderlan Cardoso (PP-GO) criticou duramente o aumento de 3,5% no preço do litro dos combustíveis nas refinarias, anunciado hoje pela Petrobras. De acordo com o senador, é um completo absurdo um País, como o Brasil, que alcançou a autossuficiência em petróleo, cobrar tão caro por um litro de combustíveis nas bombas. “Este é o terceiro aumento no mês. Um completo absurdo isso que estão fazendo com a população. Se a Petrobras quer aumentar os preços seguindo o mercado internacional, que os impostos também sigam a mesma regra. Veja bem, enquanto no Brasil os impostos da gasolina, por exemplo, chegam ao absurdo dos 55%, nos Estados Unidos não ultrapassam 13%. Então, se vamos seguir o preço dos Estados Unidos, que sejam justos e adotem os mesmos valores dos impostos”, disparou Vanderlan.

O senador lembrou que fez, recentemente, da tribuna do Senado Federal, um discurso defendendo uma redução da carga tributária que incide sobre os preços dos combustíveis no Brasil, como forma de baratear os preços  da gasolina e do óleo diesel. O ICMS é o imposto que mais pesa no bolso na hora de abastecer. Tem Estado que chega a cobrar 34% só nesse imposto. É um abuso contra a população que trabalha e precisa abastecer. Em Goiás, por exemplo, o ICMS da gasolina bate os 30%.

 

Segundo o senador Cardoso, além da elevada carga tributária, outros fatores que encarecem o preço dos combustíveis no Brasil são o monopólio da Petrobras, os cartéis de postos de combustíveis e a logística, ou seja, o transporte de combustíveis que é feito 100% por caminhões. “A Petrobras  precisa permitir a entrada de outras petrolíferas  no Brasil como forma de disputar o mercado de refino monopolizado pela Petrobras em quase 90%”, observou.

 

Vanderlan é membro da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal e anunciou que vai tomar medidas urgentes para impedir que os aumentos continuem. “Vou propor uma Audiência Pública na CAE para debatermos esse tema. O Senado tem que interferir nesse assunto, não podemos mais aceitar que abusos assim continuem ocorrendo em nosso País. Não somos autossuficientes? Não dizem que “o petróleo é nosso? Então a população precisa se beneficiar disso. Não dá mais para aceitar que esses aumentos continuem ocorrendo dessa forma”, desabafou.

 

O senador contou que vai propor um teto para o imposto do combustível no País, afim de inibir os Estados de cobrar “taxas surreais”, afirmou. Para o parlamentar, não é normal que o cidadão pague quase 50% de impostos sobre um litro de gasolina, no país. “Defendo que seja instituído um teto para os impostos dos combustíveis em todos os estados. A população não pode pagar R$5,00 em um litro de gasolina. Isso é absurdo”, Afirmou Vanderlan Cardoso.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas