Conecte-se conosco

Mundo

Venezuela teve mais de 2 mil prisões ligadas a motivos políticos em 2019, diz ONG

Maioria dos casos foi em protestos contra o governo de Nicolás Maduro, segundo a organização Foro Penal.

Publicado

em

Mais de 2 mil pessoas foram detidas na Venezuela em 2019, a maioria durante protestos contra o governo, denunciou a ONG de direitos humanos Foro Penal nesta terça-feira (7).

“De 1º de janeiro até maio de 2019 foram registradas 2.014 detenções, basicamente de pessoas que protestam”, declarou em entrevista coletiva Alfredo Romero, diretor da Foro Penal, organização crítica do governo de Nicolás Maduro.

Segundo Romero, mais de 800 pessoas continuam presas, incluindo vários militares.

Na terça-feira passada, o líder opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela por cerca de 50 países, liderou uma fracassada rebelião de um reduzido grupo de militares. Maduro denunciou o movimento como uma tentativa de golpe de Estado.

De acordo com a Foro Penal, 338 civis e militares foram detidos após a rebelião. “Ficaram privadas de liberdade 82 pessoas”, indicou Romero.

A Procuradoria identifica “aproximadamente 233 pessoas detidas” em relação ao levante, assim como cinco mortos durante manifestações da oposição em apoio a esse movimento e nos protestos de 1º de maio.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Brasileira que narra jogos do Palmeiras para filho cego leva prêmio da FIFA

Publicado

em

A brasileira Silvia Grecco ficou conhecida no Brasil inteiro por narrar os jogos do Palmeiras para o filho Nickollas, de 12 anos, que é deficiente visual e autista. Ganhou o prêmio de melhor torcedor de 2019

“Estamos aqui representando o nosso time o Palmeiras, estamos aqui representando o Brasil e estamos aqui representando todas as pessoas que tem deficiência no mundo” disse a mãe coruja

Continue Lendo

Mundo

Conheça a linha do novo IPhone 11 lançada hoje (10) pela Apple

Publicado

em

Por

As novas versões da linha de celulares da Apple foram anunciadas nesta terça-feira (10) deixando o número romano de lado (olá, iPhone X) e a sopa de letrinhas dos modelos de 2018

A empresa preferiu usar iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max como nomes para seus três novos aparelhos. Os preços para o Brasil ainda não foram divulgados, assim como a data de lançamento, mas, nos Estados Unidos, o modelo mais básico custará US$ 699, valor, um pouco abaixo da versão XR, que chegou ao mundo custando US$ 749 no ano passado.

A grande novidade dos aparelhos é que agora as versões “Pro” funcionam com uma câmera tripla. Pois é, a Apple se rendeu e adotou um recurso já bem utilizado
Design O design mudou muito na parte de trás dos iPhones, o que confirma os rumores que circularem antes do anúncio oficial. A alteração foi feita para encaixar a terceira lente nos modelos “Pro” e acomodar um sensor na versão tradicional. Com isso, um quadrado no canto superior à esquerda passa a abrigar todas as câmeras e o flash. O iPhone 11 estará disponível em seis cores: roxo, verde, preto, branco, dourado e vermelho. Já os iPhones 11 Pro e Pro Max virão em quatro cores: verde, cinza, prata e dourado.

Continue Lendo