Conecte-se conosco

Esportes

Vila Nova perde nos pênaltis e diz adeus a Copa do Brasil

Publicado

em

Foi nos pênaltis. Com emoção até o último minuto. Assim,  Vila Nova e Juventude decidiram a última vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil.  Na noite de quarta-feira (7), 0 a 0 no tempo normal, e tudo encaminhado para a disputa das penalidades em Goiânia.

Nas cobranças, deu Juventude, com gols de Genílson, Eltinho, João Paulo e Bruno Alves. Marcelo Carné defendeu a cobrança de Patrick e Danilo mandou na trave. Para o Ju, Dalberto desperdiçou. O time alviverde vai encarar o Grêmio na próxima fase.

Primeiro tempo sem gols

O Vila Nova-GO começou pressionando. Logo com seis minutos, os donos da casa já acumulavam duas chances de gol. Na primeira, aos cinco, cobrança de falta de Alan Mineiro e por detalhes Philipe Maia não marcou. No lance seguinte, Felipe Rodrigues escapou pela direita e cruzou rasteiro para Gustavo Mosquito. O camisa 7 deu de letra e acertou a trave de Marcelo Carné.

Depois disso, o time da casa passou a ter oportunidades de todas as formas. Na melhor delas, aos 11, Rafael Silva encobriu Marcelo Carné, mas Sidimar salvou quase em cima da linha.

Aos 27, a primeira investida do Ju com perigo. Denner arriscou de fora da área e a bola passou rente ao travessão rival. O Ju chegava e, aos 28, Moisés aparou rebote da defesa e por pouco não abriu o placar, em chute que a zaga tirou para escanteio.

Aos 38, a polêmica. João Paulo bateu escanteio e marcou um gol olímpico. O árbitro Vinicius Gonlçaves Dias Araujo, no entanto, invalidou o gol alegando que Paulo Sérgio atrapalhou o goleiro Rafael Santos.

O último lance do primeiro tempo teve outra grande chance do Ju. João Paulo cobrou falta bem próximo à meia-lua e mandou no ângulo, mas Rafael Santos fez grande defesa.

Segunda etapa também zerada

A primeira investida da segunda etapa foi do Vila Nova. Alan Mineiro, no primeiro minuto, mandou de longe e Marcelo Carné espalmou.

O Juventude chegou forte aos seis minutos. Vidal foi lançado por Denner, pela direita, cruzou rasteiro e Paulo Sérgio só não marcou porque chegou dividindo com a defesa e o goleiro rival na marca do pênalti.

Passado o ímpeto inicial dos visitantes, os donos da casa retomaram o controle do jogo, apoiados pelos mais de 20 mil torcedores presentes no Serra Dourada. O time goiano, no entanto, abusava dos cruzamentos e dos chutes de longa distância.

Os três minutos de acréscimos foram de sustos para os alviverdes. Aos 46 minutos, levantamento na área, Marcelo Carné não segurou, e Felipe Rodrigues Maia marca. O goleiro do Juventude, no entanto, sofreu falta e esta foi assinalada pela arbitragem.

Tudo ficaria para a disputa de pênaltis. Nas cobranças, Genílson, Eltinho, João Paulo e Bruno Alves converteram e Dalberto errou. Marcelo Carné defendeu a cobrança de Patrick e Danilo mandou na trave.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Bilionário dono do PSG, Nasser Al-Khelaifi ameaça deixar Neymar sem jogar futebol até 2022, por dano a imagem do Catar

Publicado

em

Por

“Al-Khelaifi passou do desgosto à raiva quando um agente muito próximo do jogador lhe assegurou que Neymar estava disposto a baixar seu salário a 24 milhões de euros netos se assinasse com o Barça, como era seu desejo. Ao PSG, a estrela cobra 47 milhões de euros por temporada. A ideia de que Neymar prefira cobrar menos com objetivo de deixar o PSG, onde lhe permite levar sua vida à margem da disciplina profissional do elenco, enfureceu Al-Khelaifi”, revela o jornal.

“Indignado ao ver que o jogador adiava a confirmação de quando voltaria a Paris, o presidente pediu a Leonardo para avisar Neymar Pai que se o garoto não se apresentasse nesta segunda-feira, aconteceria o mesmo que foi feito com Rabiot, a quem o clube deixou afastado por insubordinação na temporada passada. Ficaria só recebendo salário e sem tocar uma bola sequer”, acrescentou.

Continue Lendo

Esportes

Dragão busca liderança da Série B em jogo contra Ponte Preta nesta terça (16)

Atlético-GO chega com moral para a partida. O Dragão já soma três triunfos seguidos na Série B, com quatro gols marcados e nenhum sofrido.

Publicado

em

Por

Nesta terça-feira (16), Ponte Preta e Atlético-GO fazem um confronto direto pelas primeiras posições da Série B do Campeonato Brasileiro. No Moisés Lucarelli, às 21h30 (de Brasília), as duas equipes se enfrentam pela 10ª rodada da competição e tentam dar sequência aos bons resultados para seguir na cola do líder Bragantino.

Com nove jogos disputados, a Macaca ocupa a segunda colocação na tabela com 18 pontos conquistados, seguida de perto pelo próprio Dragão, que está em terceiro com 17 pontos. Ou seja, quem vencer fica pelo menos na vice-liderança, podendo chegar à primeira posição caso o Bragantino, que tem 19 pontos, tropece.

Vindo de vitória por 3 a 2 contra o Oeste, na primeira rodada após a parada para a Copa América, a Ponte Preta defende uma série de oito jogos sem derrota no Brasileirão. O único resultado negativo ocorreu na primeira rodada, quando a Macaca perdeu para o Coritiba no Couto Pereira, pelo placar de 2 a 0.

Para isso, a equipe comandada por Jorginho aposta na força de seu setor ofensivo. Com 15 gols, o clube alvinegro possui o melhor ataque do campeonato. Um dos cinco artilheiros do time, com dois gols marcados, Roger trata o confronto desta terça-feira como essencial para os objetivos da Ponte.

“Sabemos que o jogo é contra uma equipe qualificada, mas vamos fortes para o jogo, nossa meta inicial neste retorno é vencer os dois em casa e falta um. Duas vitórias agora são importantes, pois podem nos capacitar a buscar a liderança contra o Bragantino na sequência”, declarou o camisa 9.

Também vitorioso na última rodada, pelo placar de 2 a 0 em clássico contra o Vila Nova, o Atlético-GO chega com moral para a partida. O Dragão já soma três triunfos seguidos na Série B, com quatro gols marcados e nenhum sofrido.

Em relação ao time titular, o técnico Wagner Lopes pode ter apenas um desfalque. Substituído no último jogo com dores na panturrilha, o zagueiro Gilvan viajou com o restante do elenco para Campinas, mas não está confirmado se o defensor tem condições de entrar em campo.

Após a vitória contra o Vila Nova, Wagner Lopes falou sobre a expectativa para o duelo contra a Macaca. “A gente sabe que não tem nada definido, tem muita competição pela frente e a cada jogo todo mundo tem que estar com esse espírito de buscar se superar para trazer as vitórias necessárias para a gente estar sempre perto do G4”, afirmou o treinador.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X ATLÉTICO-GO

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 16 de julho de 2019, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Jailson Albano da Silva (CE)

Ponte Preta: Ivan; Arnaldo, Renan Fonseca, Airton e Abner; Edson, Camilo, Marquinhos, Matheus Vargas e Gerson Magrão; Roger.

Técnico: Jorginho

Atlético-GO: Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan (Oliveira) e Nicolas; André Castro, Moacir e Jorginho; Matheus, Pedro Raul e Mike.
Técnico: Wagner Lopes

Continue Lendo